Retornar para Projetos de Extensão

Laboratório de Libras

A criação do Laboratório de Libras, Língua Brasileira de Sinais, é consequência do trabalho desenvolvido pela Professora Surda Efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro Brasileira, UNILAB, afim de proporcionar conhecimentos e práticas aos participantes, que seria a  aplicação de pessoas ouvintes, no incentivo à evolução do aprendizagem e conhecimento da Língua Brasileira de Sinais, conhecer o comportamento humano do surdo e aplicação de projetos e oficinas em estudos e experimentos científicos. No questionamento da necessidade do surgimento de um modelo de sociedade capaz de promover transformação e melhoria na qualidade de vida das pessoas surdas, independentes de suas diferenças. Convidar escolas que tenham alunos surdos e professores para participar desse projeto.

LABORATÓRIO DE LIBRAS: Ao se deparar com a universalidade do público alvo da UNILAB, nota-se a necessidade de estabelecer um quadro pessoal condizente com as especificidades trabalhadas. O Laboratório de Libras, que é a língua natural dos indivíduos surdos, exige à formação de profissionais no mercado com perfil específico e formação pertinente à área. Se manifesta a partir da busca de evolução do conhecimento da Libras, do decreto, da cultura surda, da identidade surda, do convívio social de surdez, e do comportamento para um novo modelo de sociedade, solidária e inclusiva, através de estudos, observação e aplicação de conhecimento da dimensão humana, valores e afinidades no quadro pessoal e profissional, dentro da livre expressão de conceitos e ideias.

GRUPOS DE ESTUDOS: Através de uma política de pesquisa, debate e aprimoramento, o Laboratório de Libras coordenará, atualmente, grupos de estudos elaborados e vivenciados por colaboradores e estudantes da UNILAB. Esse grupo tem como objetivo manter a base de conhecimento do papel da Libras e a visibilidade da sociedade com os cidadãos surdos. Através de pesquisas, encontros quinzenais desenvolvimento de oficinas, elaboração de projetos e visitas às entidades colaboradoras, busca-se um amparo às atividades diárias de cada membro incluído. Além dos estudantes e colaboradores engajados pela política de inclusão, há um notável crescimento pessoal e profissional de toda a equipe que os rodeiam. Estão ligados a este grupo a seguinte oficina.

OFICINA DE ESTUDOS DA CULTURA SURDA: Com periodicidade mensal, a oficina visa prestar orientações sobre a cultura surda, normas de convivência e noções básicas da Língua Brasileira de Sinais (Libras), melhorando o convívio entre ouvintes e pessoas surdas.

CONVERSAÇÃO EM LIBRAS ou RODA DE CONVERSA: O “curso de conversação de Libras” que seria o Estudo e Pesquisa em Educação de Surdos e sua língua, a qual pretende ser um meio transmissor da Língua e da cultura do povo surdo, cobiça em oferecer um suporte intelectual para quem desejar conhecer e se aprofundar no idioma dos surdos brasileiros, ou seja, na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Cujo o objetivo é conquistar a língua, a cultura e a concepção de mundo dos surdos.  As frequências dos encontros seriam quinzenais.

 

Para participar do projeto entre em contato com a Prof. Ms Vanessa Teixeira de Freitas Nogueira.